Eixos

Eixo

Ementa

Coordenadora

ALFABETIZAÇÃO, LEITURA E ESCRITA

 

 

 

Este eixo acolhe trabalhos que envolvam investigações teóricas, metodológicas e/ou práticas para ampliar as discussões relacionadas à apropriação do sistema de escrita alfabética, ao uso de gêneros textuais/discursivos para multiletramentos em língua materna, aos processos de leitura e de escrita, bem como ao trabalho com textos literários na escola, nos diferentes níveis de ensino. Objetivamos que as discussões suscitadas pelas investigações apontem caminhos possíveis para uma melhoria na qualidade do ensino e aprendizagem de leitura e escrita dos estudantes da Educação Básica.

 

Angela Mari Gusso

Priscila Ximenes Souza do Nascimento

AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

 

O eixo Avaliação da Educação aceita para submissão os trabalhos resultantes de pesquisa relacionados à avaliação da aprendizagem e à avaliação institucional, com emprego de diversos instrumentos e que se destinem a produzir informações sobre determinada realidade educacional. Assim, compreende tanto pesquisas voltadas à aferição do aprendizado dos alunos quanto à qualidade de cursos e instituições. Trabalhos relacionados à avaliação em larga escala, vinculados à prática educacional, com objetivo de certificação, credenciamento, diagnóstico e prestação de contas são, igualmente, aceitos.

 

Alboni Marisa Dudeque Pianovski Vieira

Maria Odette de Pauli Bettega

 

CULTURA, CURRÍCULO E SABERES

 

A Escola é um espaço que possibilita e contribui para a educação das pessoas em geral, seja qual for o seu nível ou grau de instrução, seja qual for sua faixa etária. Como lugar do pensar ordenado, habitual e constante é preciso que, dentre seus mais diversos elementos pedagógicos, ofereça um currículo que materialize suas tarefas, que por consequência devem estar conectadas com a sociedade, em seu tempo e espaço. Dessa forma é que se dá a ligação entre currículo, saberes e cultura, entendida como uma via de mão dupla, em que haja uma interlocução entre os conhecimentos pré-existentes da comunidade escolar (alunos, professores, funcionários) e os conhecimentos adquiridos na escola. A partir dessas considerações é que esse eixo quer propiciar reflexões a partir de trabalhos que abordem os fundamentos teóricos, os procedimentos metodológicos e, quando possível, os resultados de pesquisas a respeito de elementos da cultura e dos saberes presentes nos currículos escolares, de forma a constituir um espaço que instigue novas e velhas indagações.

 

Maria Cecília Amorim Pilla

Josélia Ribeiro

 

 

 

 

DIDÁTICA

 

O eixo focaliza a Didática enquanto campo epistemológico que tem no ensino como mediação sócio-histórica, a sua especificidade. Nessa perspectiva comporão este eixo, trabalhos que expressem resultados de pesquisas concluídas ou em desenvolvimento, que tenham como objeto de estudo o processo de ensino tanto nos seus aspectos gerais quanto na especificidade das diferentes áreas do conhecimento.  Nas sessões de comunicação oral de trabalhos como também nas de pôsteres, os estudos serão dispostos na programação de tal forma que mantenham a articulação entre si trazendo contribuições desde os fundamentos mais gerais do processo de ensino, chegando às práticas desenvolvidas nas escolas favorecendo o seu aprofundamento.

 

Pura Lucia Oliver Martins

Ilma Passos Alencastro Veiga

 

 

 

 

EDUCAÇÃO AMBIENTAL

 

A proposta deste eixo é o diálogo entre a Educação Ambiental e os diversos campos do saber. Acolhe resultados, parciais e finais, de pesquisas sobre formação inicial e continuada de professores e educadores ambientais; fundamentos teóricos e metodológicos como aporte às práticas educativas no currículo escolar e não escolar; diálogos de saberes com comunidades urbanas e/ou tradicionais em situação de vulnerabilidade frente aos problemas ambientais e efeitos da mudança climática; práticas junto a movimentos sociais e outras organizações da sociedade civil; análise e avaliação de políticas públicas e de governos direcionadas ao campo da Educação Ambiental, da sustentabilidade e responsabilidade socioambiental e da justiça social.

 

Daniele Saheb

Marília Andrade Torales Campos

EDUCAÇÃO, ARTE E MOVIMENTO

 

Um dos grandes desafios da formação e atuação docente em arte é a contínua e dialética relação entre ação pedagógica, criação artística e produção científica. As três dimensões – envolvendo docência, práticas artísticas e pesquisa –, situam-se como territórios abertos e comunicantes, proporcionando a criação/invenção de outros modos de registro, de análise e de atuação em sala de aula. O contexto atual de mudanças e supressões do ensino de arte na educação básica requer ênfase, autoria e voz do/a professor/a de arte imersas nessas três dimensões. Deste modo, esse eixo pretende discutir e apresentar comunicações que evidenciem cruzamentos entre docência, arte e investigação, de modo crítico, ampliando o entendimento dos sujeitos envolvidos sobre conteúdos, contextos e teorias, bem como entre as formas de ensinar sobre, com e a partir das artes visuais, dança, música e teatro.

 

Mauren Teuber

Sonia Tramujas Vasconcellos

 

EDUCAÇÃO DA INFÂNCIA

 

O tema Educação da Infância abrange pesquisas e experiências que tratem da relação entre a infância e a educação desde a educação infantil até o ensino fundamental, além de estudos que revelem as diferentes infâncias fora do espaço institucional, desde que contribuam com as reflexões sobre a educação da infância. Nesse sentido, o eixo contempla estudos sobre as concepções de criança, infância e sua educação, sobre a diversidade, diferenças e desigualdades, com ênfase em categorias como gênero, relações étnico-raciais, classe social, as políticas para a educação da infância, formação dos professores, avaliação, as dimensões que constituem os currículos para a educação da infância, as culturas infantis, as produções culturais para as crianças, os espaços e tempos para as infâncias.

 

Angela Maria Scalabrin Coutinho

Cassiana Magalhães

EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS E PROFISSIONALIZANTE

 

 

O contexto histórico da educação de jovens e adultos no Brasil. A legislação da educação de jovens e adultos. A educação de jovens e adultos nas reformas educacionais brasileiras. A articulação da educação de jovens e adultos com a educação profissional. O acesso e permanência do trabalhador na escola. As políticas públicas de educação de jovens e adultos.  A educação de jovens e adultos no Plano Nacional de Educação. O contexto histórico da educação profissional no Brasil. A legislação da educação profissional. A educação profissional nas reformas educacionais brasileiras. A educação profissional e o mundo do trabalho.  As políticas públicas da educação profissional.  A educação profissional no Plano Nacional de Educação.

 

Sirley Terezinha Filipak

Marciele Stiegler Ribas

 

EDUCAÇÃO E DIREITOS HUMANOS

 

O Eixo Educação e Direitos Humanos enfatiza a discussão crítica e coletiva  de resultados de pesquisas que abordam as teorias, as políticas e as prática relacionadas à Educação em Direitos humanos. Os trabalhos se organizarão em torno das seguintes temáticas: Políticas e programas de Direitos Humanos. A complexidade de saberes na formulação e efetivação das políticas em direitos humanos. Os processos culturais e a concepção intercultural dos direitos humanos. Os espaços de promoção, defesa dos direitos. Garantia e violação de direitos nas escolas. As políticas nacionais e internacionais para educação em direitos humanos. A educação em direitos humanos na formação de professores e no currículo da educação básica. As relações entre currículo escolar, direitos humanos e justiça social. Processos inclusivos para superação das desigualdades e exclusão.

 

Ana Maria Eyng

Mirian Célia Castellain Guebert

 

EDUCAÇÃO E SAÚDE

Esse eixo receberá trabalhos referentes à saúde e sua manutenção e educação, seja na dimensão do educando como também do professor. Nesse sentido, acolherá pesquisas e estudos referentes ao desenvolvimento físico do sujeito e suas implicações sobre o processo de ensino e aprendizagem, as práticas de atendimento ao educando com necessidades especiais ou hospitalizado. Já em relação ao professor destaca-se a importância de discutir a saúde do mesmo e sua atuação no ambiente escolar.

 

Reginaldo Rodrigues da Costa

Ana Cristina Seixas Greca

 

EDUCAÇÃO INDÍGENA, QUILOMBOLA E DO CAMPO

 

 

 

O objetivo do Eixo é discutir a educação no contexto das lutas dos povos do campo e da diversidade de sujeitos coletivos que lutam contra processos excludentes. Recebe trabalhos individuais e coletivos que resultam de investigações sobre e com os sujeitos, processos educativos, políticas e práticas pedagógicas. Valoriza as experiências e investigações com indígenas, povos tradicionais do campo, assentados, acampados, pequenos agricultores, pescadores, povos das florestas entre outros. Os trabalhos que discutem educação e movimentos sociais do campo interessam ao Eixo Temático, bem como os que discutem escola e relação com os povos originários, tradicionais, e do campo.

 

Maria Antônia de Souza

Ângela Massumi  Katuta

EDUCAÇÃO, TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO

 

 

Esse eixo pretende oferecer espaços para problematizar a utilização de tecnologias digitais para ensinar e aprender, na educação formal e não formal, em diversos níveis e contextos.  Objetiva ainda discutir o surgimento de novos modelos educacionais decorrentes das tecnologias digitais e dos processos em rede. Inclui ainda os seguintes temas correlatos: Tecnologias emergentes e ambientes digitais de aprendizagem, Aprendizagem móvel, Aprendizagem ubíqua, Jogos e Gamificação na educação, o uso educacional das Redes sociais e de realidade aumentada, tecnologias assistivas, metodologias ativas com uso de tecnologias digitais, literacia digital, Recursos Educacionais Digitais, Educação a distância e Educação Virtual.

 

Patricia Lupion Torres

Marilda Aparecida Behrens

ENSINO E PRÁTICAS NAS LICENCIATURAS

 

Em sintonia com a temática do congresso, o Eixo Ensino e Práticas nas Licenciaturas privilegia a reflexão e o diálogo sobre a formação docente nas licenciaturas do Brasil e/ou do exterior, e sobre as práticas de ensino na Educação Básica e na Educação Superior. Objetiva-se partilhar a produção do conhecimento na educação, em diferentes áreas do saber e realidades, a fim de disseminar as pesquisas e estudos realizados. Espera-se que os trabalhos apresentem uma articulação teórico-prática, a fim de inspirar a formação profissional no locus da universidade e reforçar a indissociabilidade dos atos de ensinar e aprender, de formar e de formar-se nas práticas cotidianas em sala de aula e nos demais contextos de ensino-aprendizagem.

 

 Cristiana Yukie MiyaKi 

FILOSOFIA E EDUCAÇÃO

 

Salientamos que os trabalhos de pesquisa de eixo temático de FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO DO XIII EDUCERE/2017 estejam em consonância com a temática do referido Congresso de Educação: “Formação de Professores: contextos, sentidos e práticas”. O pesquisador deverá articular bem a significação do processo pedagógico, destacando o engajamento e o papel social do professor como agente público de mudança. O pesquisador deverá concatenar os discursos pedagógico, ideológico e filosófico, que se imbricam mutuamente no eixo temático da Filosofia da Educação, aberta aos desafios e saberes deste novo milênio, recém-iniciado. O Pesquisador deverá apresentar o texto acadêmico de forma nítida com uma problematização bem delimitada, centrada na área de Filosofia da Educação e ambientada nas linhas de pesquisa elencadas ao tema geral do evento, de acordo com as normas vigentes  expostas  no edital do congresso.

 

Valdir Borges

Rosâni Cunha

FORMAÇÃO DE PROFESSORES

 

Formação de professores tem como objeto global do campo de pesquisa sobre formação de professores o estudo do processo de construção, desenvolvimento e aprofundamento do conhecimento e das competências necessárias ao exercício da profissão de ensinar, seus impactos, resultados e pesquisas sobre política de formação de professores.

 

Joana Paulin Romanowski

Simone Regina Manosso Cartaxo

 

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO

 

O Eixo História da Educação enquanto parte integrante do EDUCERE, tem como tema central “ História da Educação e tempo presente”. Objetiva criar um espaço de discussão para questões referentes à História da Educação brasileira e de outros países. Privilegia trabalhos que procedam de pesquisas referentes aos seguintes temas: Políticas e História da Educação; Os intelectuais e ideário pedagógico; Arquivos e patrimônios escolares; Educação e gênero na educação; Movimentos sociais e História da Educação; Impressos pedagógicos e imprensa periódica educacional; Fontes, Arquivos e patrimônios escolares; Educação e gênero na História da Educação; Relações étnico-raciais e movimentos sociais na educação; Instituições e práticas educativas.

 

Maria Elisabeth Blanck Miguel

Evelyn de Almeida Orlando

 

MÚSICA E EDUCAÇÃO

Podem ser submetidos ao Eixo de Pesquisa em Música e Educação Musical trabalhos que abordem: processos educativo-musicais em contextos diversos, formais e informais, como relatos de experiência ou análises aprofundadas; propostas de metodologias inovadoras de ensino de música; reflexões sobre o contexto da educação musical atual sob perspectivas teóricas diversas; estudos sobre a performance musical e seu ensino. Outras áreas associadas são: etnomusicologia, inclusão na educação musical, processos cognitivos e educação musical, uso de tecnologias para performance e educação musical e aqueles trabalhos decorrentes de práticas pedagógicas (como estágio supervisionado ou PIBID).

 

Jorge Falcón

Políticas Públicas e Gestão da Educação

 

Serão aceitos trabalhos resultantes de pesquisas desenvolvidas ou em desenvolvimento de âmbito nacional e internacional sobre políticas públicas em educação e gestão da educação. Influência dos organismos internacionais na formulação e implementação das políticas educacionais, nas políticas docentes e no trabalho dos professores. Repercussões das políticas públicas na educação básica, na educação superior e modalidades de ensino. Viabilização do Plano Nacional de Educação no contexto atual. Modelos de formulação e análise de políticas públicas em educação. Relações de poder e governo, relação público/privado na educação, federalismo e regime de colaboração e a mercantilização da educação.

 

Romilda Teodora Ens

Maria Lourdes Gisi

 

 

PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO

 

O eixo tem como objetivo estimular e compartilhar saberes teóricos e práticos do campo da Psicologia da Educação. Nos últimos anos, os desafios e transformações sociais tem se intensificado, exigindo posturas inovadoras e reflexões ampliadas sobre o fazer educacional. Portanto, de modo contextualizado e considerando a prática psicológica, o eixo receberá trabalhos que versam sobre os seguintes temas de interesse: história da psicologia da educação, aprendizagem, subjetividade, cognição e altas habilidades, desenvolvimento humano, relação professor x aluno, prática docente, desigualdades e diversidades no campo da educação, avaliação e intervenção psicopedagógica, orientação profissional, ações preventivas, inclusão, violências, novas tecnologias aplicadas à educação, modalidades educacionais e saúde dos sujeitos da educação.

 

Saulo Pfeffer Geber

Michel Fillus

 

PSICOPEDAGOGIA, EDUCAÇÃO ESPECIAL E INCLUSÃO

 

 

O eixo Psicopedagogia, Educação Especial e Inclusão tem o objetivo de fortalecer, divulgar e refletir o conhecimento produzido na área. Este eixo engloba pesquisas relacionadas a aprendizagem humana em diferentes âmbitos de atuação, na educação e suas diferentes formas de atendimento (regular e especial), com ênfase nos processos inclusivos.

 

Evelise Maria Labatut Portilho

Neide Noffs

Representações Sociais e Educação

 

Serão aceitos trabalhos resultantes de pesquisas desenvolvidas ou em desenvolvimento e que se fundamentem na perspectiva da teoria das representações sociais articulada à diferentes temáticas da educação.

 

Lúcia Villas Bôas

Adelina Novaes

 

Sociologia da Educação

 

Serão bem-vindos para a discussão neste Eixo do EDUCERE 2017 trabalhos acadêmicos resultados de pesquisas e/ou reflexão teórica a partir do olhar sociológico sobre a questão educacional desde as questões teóricas/epistemológicas à prática da ação educativa no âmbito do social, com especial atenção à complexidade deste social, as desigualdades e singularidades, o multiculturalismo, as diferenças, as questões étnicas e políticas, etc. Também espera-se  atenção ao campo clássico  da sociologia da educação, o da institucionalização da educação, enfocando investigações e estudos teóricos sobre o papel do Estado, especialmente na contemporaneidade, as políticas educacionais e as suas repercussões no meio social.   Bem-vinda também ao Eixo Sociologia da Educação a discussão sobre a presença no espaço escolar de conflitos originados no mundo social e as dificuldades encontradas pela escola no gerenciamento desta questão, assim como as recentes discussões políticas e sociais a respeito do Ensino Médio.

 

Lindomar Wessler Boneti

Ione Ribeiro Valle