Eixos

Eixo

Ementa/Descrição

Coordenação

Alfabetização e Letramento

 

 

Este eixo acolhe trabalhos que envolvam investigações teóricas, metodológicas e/ou práticas para ampliar as discussões relacionadas à aprendizagem inicial da língua escrita que envolve a apropriação do sistema de escrita alfabética, da leitura e da produção de textos escritos; o conhecimento e a valorização da cultura escrita em gêneros textuais/discursivos e em multiletramentos na língua materna, incluindo o trabalho com textos literários na escola, nos diferentes níveis de ensino. Objetivamos que as discussões suscitadas pelas investigações apontem caminhos possíveis para a melhoria na qualidade do ensino e da aprendizagem de leitura e escrita dos estudantes da Educação Básica.

Dr. Lourival José Martins Filho

ABALF/UDESC

 

Dra. Adelma das Neves Nunes Barros-Mendes

ABALF/UNIFAP

 

Dra. Cristina Yukie Miyaki

PUCPR

Currículo

A nós educadores desse espaço/tempo, ambíguo, paradoxal e pleno de possibilidades, cabe talvez perguntar, em um cenário de reformismo educacional e estandardização de conhecimentos escolares como este em que vivemos nossos dias: como fazer do currículo um campo de transcriações didáticas, de lutas pelos significados mais abertos e plurais de escola, docência, ensino e aprendizagem? Como fazer do currículo um campo de liberação de potências produtivas, positivas, críticas e afirmativas que rompam limiares, transponham limites, cruzem fronteiras do já visto dito e feito em educação para pensá-la de outro modo, no jogo das diferenças? Esse espaço/tempo pode nos inspirar e nos conclamar a fazer, do e no currículo, um exercício ético de experimentação do inesperado e do imprevisível. São experimentações que podem nos levar a problematizar o currículo percebendo-o não apenas como informação, mas como possíveis didáticas que organizam um modo de lidar com os conhecimentos os quais produzem efeitos nos modos de ser, pensar e agir.

Dra. Cecília Hanna Mate

USP

 

Dra. Jamile Cristina Ajub Bridi

UTFPR

 

Dr. Ricardo Santos Chiquito

ASCS/SP

 

Didática

O eixo focaliza a Didática enquanto campo epistemológico que tem no ensino como mediação sócio-histórica, a sua especificidade. Nessa perspectiva comporão este eixo, trabalhos que expressem resultados de pesquisas concluídas ou em desenvolvimento, que tenham como objeto de estudo o processo de ensino tanto nos seus aspectos gerais quanto na especificidade das diferentes áreas do conhecimento, nas modalidades presencial e remota. Nas sessões de comunicação oral os estudos serão dispostos na programação de tal forma que mantenham a articulação entre si, trazendo contribuições desde os fundamentos mais gerais do processo de ensino, chegando às práticas desenvolvidas nas escolas, favorecendo sua discussão o seu aprofundamento.

Dra. Pura Lucia Oliver Martins

PUCPR

 

Dra. Marilúcia Antonia Resende Peroza

UEPG

 

 

Disciplinas Escolares, Cultura e Saberes

A Escola é espaço de relações educativas sobretudo formais. Neste sentido, nela são veiculados diferentes conhecimentos por meio das distintas disciplinas que ensejam saberes. Tais saberes, sem sombra de dúvida mantém ou deveriam manter articulação com a cultura na qual são produzidos. Assim, sentidos e significados culturais de uma dada sociedade e/ou comunidade, encontrariam ressonância nas disciplinas escolares. Desse modo, a finalidade desse eixo é possibilitar reflexões a partir de trabalhos que abordem os fundamentos teóricos, os procedimentos metodológicos, e, quando possível, os resultados de pesquisas a respeito da cultura e dos saberes e seus nexos com as disciplinas escolares.

Dra. Rosa Lydia Teixeira Corrêa

PUCPR

 

Dr. Anderson Santos

PUCPR

 

Educação Ambiental

A proposta deste eixo é promover o diálogo entre a Educação Ambiental e os diversos campos do saber. Acolhe resultados, parciais e finais, de pesquisas sobre formação inicial e continuada de professores e educadores ambientais; discute os fundamentos teóricos e metodológicos como aporte às práticas educativas no currículo escolar e não escolar; valoriza os diálogos de saberes com comunidades urbanas e/ou tradicionais em situação de vulnerabilidade frente aos problemas ambientais, dentre eles, a mudança climática global; analisa as práticas junto a movimentos sociais e outras organizações da sociedade civil; acompanha os ciclos das políticas públicas e de governos direcionadas ao campo da Educação Ambiental, da sustentabilidade e responsabilidade socioambiental e da justiça social. Pesquisas relacionadas à Ecoformação, sustentabilidade e criatividade na formação e prática docente.

Dra Daniele Saheb Pedroso

PUCPR

 

Dra Marília Andrade Torales Campos

UFPR

 

Educação das Infâncias

Educação das Infâncias abrange pesquisas e experiências que tratem da relação entre as infâncias e a Educação, na organização formal que abrange desde a Educação Infantil até os anos iniciais do Ensino Fundamental, e os estudos que revelam as diferentes infâncias fora do espaço institucional. Nesse sentido, o eixo contempla estudos sobre as concepções de Criança, Infância e Educação, Diversidade, Diferenças e Desigualdades, com ênfase em categorias como Gênero, Relações Étnico-Raciais, Cultura, Classe Social, Políticas Públicas, Formação de Professores, Avaliação, Currículo, Culturas Infantis, Espaços e Tempos da educação das infâncias.

Dra Bárbara Raquel do Prado Gimenez Correa

PUCPR

 

Dra Flávia Cristina Oliveira Murbach de Barros

IF-Presidente Epitácio

 

Dra Rúbia Cristina Cruz

UNICAMP

 

Educação e Direitos Humanos

O Eixo Educação e Direitos Humanos enfatiza a discussão crítica e coletiva de resultados de pesquisas que abordam as teorias, as políticas e as práticas que relacionam os direitos humanos e a Educação. São acolhidos trabalhos que dialoguem com as seguintes temáticas: Políticas e programas de Direitos Humanos. A complexidade de saberes na formulação e efetivação das políticas em direitos humanos. Os processos culturais e a concepção intercultural dos direitos humanos. Os espaços de promoção e defesa dos direitos. Garantia e violação de direitos nas escolas. As políticas nacionais e internacionais para educação em direitos humanos. A educação em direitos humanos na formação de professores e no currículo da educação básica. As relações entre currículo escolar, direitos humanos e justiça social. Processos inclusivos para superação das desigualdades e exclusão. Os direitos humanos na perspectiva decolonial. O direito à Educação. Os direitos da Infância. A violação de direitos e a pobreza infantil multidimensional. O direito à educação em tempos de pandemia.

 

 

 

 

 

Dra. Ana Maria Eyng

PUCPR

 

Dra. Thais Pacievicth

PUCPR

Educação e Saúde

O foco do eixo Educação e Saúde será a discussão de pesquisas e práticas referentes à educação e à saúde e suas manifestações nas instituições educacionais, serviços de saúde e comunidade. Nesse sentido, acolherá pesquisas e estudos sobre: o processo de ensino-aprendizagem na educação básica e superior, interações entre educação-saúde na Pandemia da Covid-19, as práticas de atendimento ao educando hospitalizado, tecnologias assistivas, direitos humanos e saúde, e ações de saúde na comunidade escolar.

Dra. Patricia Maria Forte Rauli
FPP

Dra. Gabriela Eyng Possolli
FPP

Dr. Cloves Antonio de Amissis Amorim
PUCPR

Educação Especial e Inclusão

O eixo tem o intuito de divulgar estudos e pesquisas concluídas ou em andamento sobre educação e inclusão em diferentes segmentos e contextos, priorizando investigações que perpassam estudos teóricos ou práticos desenvolvidas junto às minorias, para além do campo da educação especial e inclusão escolar. Portanto, as propostas para este eixo, devem refletir sobre movimentos para democratização da educação a partir das diferenças humanas, sociais, culturais, econômicas para valorização da diversidade em uma perspectiva inclusiva e orientada por uma concepção crítica emancipatória.

Dra. Mirian Celia Castellain Guebert
PUCPR

 

Dra. Valquíria Elenita Renk
PUCPR

Educação Física e Arte: contextos e práticas educativas

 

O desafio da formação e atuação docente nas áreas relativas à Educação Física e às artes desenha de maneira contínua e dialética a relação entre a ação pedagógica, a cultura corporal do movimento, a criação artística, e a produção científica. No que se refere às quatro dimensões envolvidas nesta seara - docência, práticas artísticas, práticas corporais e pesquisa - é mister que sejam inseridos espaços e territórios de atuação, que busquem promover criação, invenção e inovação nas práticas educativas. Com o contexto atual das políticas educacionais, que influenciam diretamente nesses componentes curriculares como a proposta de supressão/redução da sua atuação na educação básica, se faz necessário ressaltar os aspectos relativos a estas áreas do conhecimento, demonstrando sua relevância e importância para o desenvolvimento humano. Deste modo, o eixo pretende apresentar e discutir comunicações que evidenciem cruzamentos entre docência, investigação, educação física e artes de modo crítico, ampliando o entendimento dos sujeitos sobre os contextos, as teorias e as práticas educativas. Serão acolhidos trabalhos integrando as artes plásticas e visuais, dança, música e teatro à educação. E, no caso da Educação física, as experiências advindas da psicomotricidade, jogos e brincadeiras, lutas, esportes, ginásticas e práticas corporais de aventura relacionados à educação.

Dr. Ricardo Lemes da Rosa

PUCPR

 

Dr. Paulo Cesar de Barros

PUCPR

Educação Matemática e Científica

O eixo Educação Matemática e Científica tem como proposta acolher trabalhos relativos ao ensino da matemática escolar e de ciências (química, física e biologia) que versem sobre a prática pedagógica, os processos de ensino dos componentes curriculares que integram o eixo, a formação de professores (inicial no ensino superior ou continuada), os currículos, metodologias, recursos e materiais didáticos. Os trabalhos podem ser resultados de pesquisas que consideram o tempo presente ou com enfoque histórico que venham contribuir com a história das disciplinas escolares de matemática, ciências, biologia, química e física.

Dr. Reginaldo Rodrigues da Costa

PUCPR

 

Dra. Mariliza Simoneti Portela

UNESPAR

Educação, Complexidade e Transdisciplinaridade

 

Este eixo tem como foco a discussão sobre estudos e pesquisas que envolvam uma proposta de educação inovadora que possa acolher o pensamento complexo, ecossistêmico e que envolva a visão transdisciplinar como vertente epistemológica e metodológica da educação. Procura discutir propostas para superar a concepção do paradigma conservador que incita a fragmentação, o reducionismo e a visão unidimensional na busca de ação docente a partir da visão da complexidade na qual considera-se o todo com a religação de saberes.

Dra. Marilda Aparecida Behrens

PUCPR

 

Dra. Edna Liz Prigol

PUCPR

Educação, Gênero e Diversidades

 

O objetivo do eixo é discutir a relação entre educação, gênero e diversidades, considerando os diferentes protagonistas/protagonismos que participam da cena educacional (escolar ou não) e os modos pelos quais os processos educativos se elaboraram historicamente envolvendo os sujeitos e suas singularidades. Nessa dimensão, não apenas as identidades socioculturais de gênero são consideradas na concepção de diversidade, diferentes etnias assim como povos tradicionais do campo, assentados, acampados, pequenos agricultores, pescadores, entre outros, em suas múltiplas construções, desafios e práticas em relação à educação, tanto ontem quanto hoje interessam a este eixo, tanto em suas singularidades quanto em seus diálogos culturais em suas potencias e limites.  

Dra. Alexandra Lima da Silva

UERJ

Educação, Tecnologia e Comunicação

Esse eixo pretende oferecer espaços para problematizar a utilização de tecnologias digitais para ensinar e aprender, na educação formal e não formal, em diversos níveis e contextos. Objetiva ainda discutir o surgimento de novos modelos educacionais decorrentes das tecnologias digitais e dos processos em rede. Inclui ainda os seguintes temas correlatos: tecnologias emergentes e ambientes digitais de aprendizagem, aprendizagem móvel, aprendizagem ubíqua, jogos e gamificação na educação, o uso educacional das redes sociais e de realidade aumentada, tecnologias assistivas, metodologias ativas com uso de tecnologias digitais, literacia digital, recursos educacionais digitais, educação a distância e educação virtual.

Dra. Patricia Lupion Torres

PUCPR

 

Dra. Luciane Hilu

PUCPR

Filosofia da Educação

O eixo temático “Filosofia da Educação” considerará diversas abordagens teórico-metodológicas da área sobre temas que estejam em consonância com a proposta do congresso: inspirações, espaços e tempos da educação no contexto da pandemia. As propostas de comunicações deverão contemplar a busca dos fundamentos da educação em perspectiva crítica, de modo que os pressupostos filosóficos da formação humana sejam explicitados com objetividade e coerência. Pretende-se: a) refletir criticamente sobre os desafios políticos, éticos, estéticos e epistemológicos da educação no século XXI; b) discutir sobre o cenário das novas tecnologias informacionais que proporcionam novas relações virtualizadas, bem como exercem influência sobre a esfera educacional; c) problematizar criticamente a extensão dos fenômenos culturais e ideológicos da economia neoliberal que configuram uma nova (inter)subjetividade e suas consequências para a educação.

 

 

 

Dr. Kleber Bez Birolo Candiotto 

PUCPR

 

Dr. Juliano Peroza

IFPR - Irati

Formação de Professores

O eixo “Formação de Professores” tem como objeto estudos e pesquisas no campo da formação de professores em relação aos processos de construção, desenvolvimento e aprofundamento do conhecimento, políticas, competências e habilidades para o desenvolvimento profissional e a profissionalização dos professores em todos os níveis e modalidades de ensino, considerando os impactos na prática pedagógica.

Dra. Alboni Marisa Dudeque Pianovski Vieira
PUCPR

Dra. Sueli Pereira Donato
PUCPR 

História da Educação

O Eixo objetiva criar um espaço de discussão para questões referentes à História da Educação brasileira e de outros países. Privilegia trabalhos que procedam de pesquisas referentes aos seguintes temas:  Políticas e História da Educação na formação de professores; Intelectuais e ideário pedagógico; Movimentos sociais e História da Educação; Impressos pedagógicos e imprensa periódica educacional; Fontes, Arquivos e patrimônios escolares; na História da Educação; Instituições e práticas educativas; Histórias de vida de professores.

Dra. Maria Elisabeth Blanck Miguel

PUCPR

 

Dra.  Elisângela ZarpelonAksenen

SEED-PR/UTFPR

Paulo Freire e a Educação

O eixo enfatiza a discussão e a análise crítico-reflexiva de resultados de pesquisas que abordam o movimento dialético-práxico da ação-reflexão, da pedagogia dialógico-crítico-libertadora integral do ser humano. Esta permeia o conjunto da obra de Paulo Freire: andarilho da esperança, tesouro do Brasil, educador do mundo, patrono da educação brasileira e profeta do sonho de outro mundo possível. Evidentemente, se faz necessário a hermenêutica da história no sentido freireano. No conjunto de sua obra, a história torna-se dialética porque Freire a utiliza para distinguir o presente, enquanto dado, e o presente enquanto portador de possibilidades de emancipação e de esperança. Depreende-se daqui que Paulo Freire não é apenas um homem do presente; é também um homem do futuro. Eis o motivo por que vale à pena continuar lendo, reinventando Freire, 100 anos depois do seu nascimento. Neste eixo há infinitas possibilidades de resgate, atualização, presencialização e reinvenção dos quase 60 anos de presença do pensamento pedagógico, político, social, antropológico, filosófico de Paulo Freire na Educação.

Dr. Peri Mesquida
PUCPR

 

Dr. Valdir Borges
PUCPR

Dra. Juliana Battistus Mateus Ferreira
UFPR

Dr. Henrique Klenk
UNESPAR

Dra. Rafaela Bortolin
Centro Universitário Universidade Católica de SC

Dra. Mariza Rotta
UNOCHAPECÓ

Dr. Fábio Inácio Pereira
PUCPR

Pesquisa Qualitativa em Educação

Este eixo tem por finalidade, discutir os métodos e técnicas de coleta e análise de dados qualitativos já existentes e também as inovações ocorridas durante a pandemia para garantir a continuidade das pesquisas.

O pesquisador possui hoje um leque de possibilidades de métodos e técnicas de análise de dados. Mesmo com recursos de acompanhamento de pesquisa sofisticados, persistem aprendizagens essenciais que cabem ao investigador construir. Por exemplo, o aprofundamento metodológico necessário para garantir a qualidade e o rigor da pesquisa em andamento, de forma que os conhecimentos metodológicos possam ser a base para uma longa carreira de pesquisador e não para o desenvolvimento de uma só pesquisa. Dentre esses conhecimentos, estão aqueles que se referem aos métodos e às técnicas para a coleta e análise de dados qualitativos, que muitas vezes, são apresentados aos estudantes como um labirinto de possibilidades e paradigmas. Neste período de pandemia, o isolamento social causou a impossibilidade de coletas presenciais levando os pesquisadores a adaptarem e/ou criarem mais possibilidades àquelas já existentes.

Dra Dilmeire Sant´Anna Ramos Vosgerau

PUCPR

 

Dra Patricia Meyer

IFPR

Políticas e Avaliação da Educação

O eixo Políticas e Avaliação da Educação aceita para submissão os trabalhos resultantes de pesquisas relacionadas à avaliação de políticas educacionais, à avaliação institucional e à avaliação da aprendizagem, com emprego de diversos instrumentos e que se destinem a produzir informações sobre diferentes contextos educacionais. Assim, compreende tanto pesquisas voltadas à aferição do aprendizado dos alunos quanto à qualidade de cursos e instituições. Trabalhos relacionados à avaliação em larga escala, vinculados à prática educacional, com objetivo de certificação, credenciamento, diagnóstico e prestação de contas são, igualmente, aceitos.

Dra Maria Lourdes Gisi

PUCPR

 

Maurício Pastor dos Santos

SEED/SMC-PR

Políticas Educacionais na América Latina

Serão aceitos trabalhos resultantes de pesquisas desenvolvidas ou em desenvolvimento e que se fundamentam no campo das Políticas Educacionais na América Latina com ênfase para: 1. processos de construção, desenvolvimento e aprofundamento do conhecimento; 2. políticas para a formação, o desenvolvimento profissional e a profissionalização dos professores; 3. educação intercultural nos diferentes níveis e modalidades de ensino; 4. influência dos organismos internacionais e impactos em todos os níveis e modalidades de ensino; 5. modelos de formulação e análise de políticas públicas em educação; 6. relações de poder e governo, relação público/privado na educação, federalismo e regime de colaboração e a mercantilização da educação; 7. análises de tendências regionais; 8. questões teóricas e metodológicas na pesquisa sobre política educacional; 9. ensino de Política Educacional e formação de pesquisadores para este campo.

 

Se aceptarán trabajos resultantes de investigaciones realizadas o en desarrollo y con base en el campo de las Políticas Educativas en América Latina, con énfasis en: 1. procesos de construcción, desarrollo y profundización del conocimiento; 2. políticas de formación, desarrollo profesional y profesionalización del profesorado; 3. educación intercultural en diferentes niveles y modos de educación; 4. influencia de las organizaciones internacionales e impactos en todos los niveles y modalidades de educación; 5. modelos de formulación y análisis de políticas públicas en educación; 6. relaciones de poder y gobierno, relaciones público-privadas en educación, federalismo y régimen de colaboración, y mercantilización de la educación; 7. análisis de tendencias regionales; 8. cuestiones teóricas y metodológicas en la investigación sobre política educativa; 9. enseñanza de Política Educativa y formación de investigadores en el campo.

Dra Romilda Teodora Ens

PUCPR

 

Dr Jorge Manuel Gorostiaga

UNSAM/RELEPE

(Universidad Nacional de San Martin – UNSAM / Red de Estudios Teóricos y Epistemológicos en Política Educativa - ReLePe)

Políticas Públicas e Gestão Da Educação

Serão aceitos trabalhos resultantes de pesquisas desenvolvidas ou em desenvolvimento de âmbito nacional e internacional sobre políticas públicas em educação e gestão da educação. Influência dos organismos internacionais na formulação e implementação das políticas da gestão educacional. Repercussões da gestão das políticas públicas na educação básica, na educação superior e modalidades de ensino. Viabilização do Plano Nacional de Educação no contexto atual. Modelos de formulação e análise de políticas públicas em educação. Relações de poder e governo, relação público/privado na educação, federalismo e regime de colaboração e a mercantilização da educação. Os impactos do ensino híbrido na gestão acadêmica e escolar.

Dra Sirley Terezinha Filipak

PUCPR

 

Dr. Adilson Luiz Tiecher

SEED-PR

Psicologia da Educação

O eixo tem como objetivo estimular e compartilhar saberes teóricos e práticos do campo da Psicologia da Educação. Nos últimos anos, os desafios e transformações sociais têm se intensificado, exigindo posturas inovadoras e reflexões ampliadas sobre o fazer educacional. Portanto, de modo contextualizado e considerando a prática psicológica, o eixo receberá trabalhos que versam sobre os seguintes temas de interesse: história da psicologia da educação, aprendizagem, subjetividade, cognição e altas habilidades, desenvolvimento humano, relação professor e aluno, prática docente, desigualdades e diversidades no campo da educação, orientação profissional e ações preventivas.

Dr. Saulo Pfeffer Geber

PUCPR

 

Dra. Janice Strivieri Souza Moreira

PUCPR

Psicopedagogia

O eixo Psicopedagogia tem o objetivo de fortalecer, divulgar e refletir o conhecimento produzido na área. Ele engloba pesquisas relacionadas a aprendizagem humana em diferentes âmbitos de atuação, formação, avaliação, intervenção, na educação e na saúde.

Dra. Evelise Maria Labatut Portilho

PUCPR

 

Dra. Caroline Elizabel Blaszko

Unicentro/UNESPAR

Representações Sociais e Educação

Este eixo, de característica transversal, se propõe a agregar pesquisas que envolvam estudos teóricos e/ou metodológicos, desenvolvidos ou em desenvolvimento, fundamentados na teoria das representações sociais, bem como suas diferentes escolas, e que abarquem reflexões sobre o pensamento social articuladas às diferentes problemáticas do campo educacional, tais como: políticas públicas, formação e profissionalização docente, práticas educacionais, avaliação, ensino e aprendizagem, espaço escolar, subjetividade, entre outras.

Dra. Lúcia Villas Bôas

FCC

 

Dra. Adelina Novaes

FCC

 

Dra. Clarilza Prado de Sousa

PUCSP

Sociologia da Educação

 

Serão bem-vindos para a discussão neste eixo trabalhos acadêmicos resultados de pesquisas e/ou reflexão teórica a partir do olhar sociológico sobre a questão educacional desde as questões teóricas/epistemológicas à prática da ação educativa no âmbito do social, com especial atenção à complexidade deste social, as desigualdades e singularidades, o multiculturalismo, as diferenças, as questões étnicas e políticas etc. Também espera-se atenção ao campo clássico da sociologia da educação, o da institucionalização da educação, enfocando investigações e estudos teóricos sobre o papel do Estado, especialmente na contemporaneidade, as políticas educacionais e as suas repercussões no meio social. Bem-vinda também ao Eixo Sociologia da Educação a discussão sobre a presença no espaço escolar de conflitos originados no mundo social e as dificuldades encontradas pela escola no gerenciamento desta questão, assim como as recentes discussões políticas e sociais a respeito do Ensino Médio. 

Dr. Lindomar Wessler Boneti
PUCPR

 

Dra Vanessa Campos de Lara Jakimiu
UNESPAR